domingo, 29 de setembro de 2013

Look do Dia

Postado por Mikaela Gonçalves às 08:17 0 comentários
Boa tarde easten boy and western girls! O Looka do dia de hoje é um look mais básico pronto para dar uma volta na rua, dar uma passada no chopis centis... Me joguei no conforto e coloquei uma blusa aberta - por baixo estou usando um sutiã/top próprio, uma leg preta e o meu querido coturno.








Blusa com fendas: peguei da miga, depois atualizo com a marca.
Leg: K2B
Coturno: Charlotte Russe
Para as mais curiosax, o batom que estou usando é o Ruby Woo da MAC.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Os melhores aplicativos para edição de imagens

Postado por Mikaela Gonçalves às 13:02 0 comentários
Acho que todo mundo já sabe que eu sou viciada em aplicativos para celular, eu tenho tantos que eu preciso organizá-los em grupos para não me perder. E sabe qual é um dos meus grupos favoritos? O DE FOTOGRAFIA! E pela experiência que eu tenho com seres humanos que não largam o celular, sei que a maioria das mocinhas e dos mocinhos também adoram um bom aplicativo que ajuda a deixa a sua foto ó... no ponto!

Sabe essas fotos escritas bonitchas e criativas que você vê rondando pelas redes sociais? A maioria é editada no Piclab! Ele tem uma interface clean e bem fácil de usar, com alguns toques e você tem uma foto legal para espalhar pela internê.
Outro no estilo é o Picsart! Segue mais ou menos o mesmo padrão.

No Mirrorgram você pode refletir a imagem em diversos ângulos, transformando-a.

No Fisheye você consegue o mesmo efeito das lentes maravilhuósas e caras Fisheyes.
Você pode montar muitas colagens diferentes no FotoRus! É um dos melhores aplicativos para isso e você ainda tem um leque de efeitos para aplicar.
No Vintagem Cam você tem uma interface similar a uma câmera mesmo. Você pode tirar a foto no próprio aplicativo ou abrir uma foto do seu albúm, contém vários efeitos vintages.
Tem também o Photocat com lindos efeitos para suas fotos - para efeitos é o meu preferido <3.
Esses são, na minha opinão, os melhores aplicativos para edição de imagens e quais são os de vocês?

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Se as paredes do abatedouro fossem de vidro, todos seriam vegetarianos.

Postado por Mikaela Gonçalves às 14:29 0 comentários
Eu não tinha outra opção senão utilizar o meu blog para conscientizá-los sobre algo de extrema importância: a crueldade em que porcos, peixes, vacas e aves são submetidos antes de chegarem embalados na sua casa. Quem vê o bife quentinho no prato geralmente não imagina as atrocidades que ocorrerão antes desse resultado. Digo isso por experiência própria porque eu já tinha ouvido falar que o processo era impiedoso e frio mas nunca levei a sério sabe? São aqueles fatos da vida que você simplesmente se dá uma desculpa boba, faz vista grossa e ponto. Bom, o que me fez transformar esse "ponto" em vírgula foi um vídeo que uma colega de escola - Oi Lets - me indicou. Nesse vídeo chamado "Glass Walls" (Paredes de vidro) ninguém nada mais nada menos que PAUL MCCARTNEY relata e ilustra todo esse processo com vídeos - pasmem - reais e olha... você pode até achar que não vive sem carne e que nada pode mudar sua mente, mas ao ver o vídeo você entra em conflito com seu próprio apetite.
Para quem quiser ver, este é o vídeo legendado:
Como Paul disse: "A ESCOLHA É SUA!"
Falando com toda sinceridade, eu não sou vegetariana e muitos podem pensar que eu não tenho moral para escrever sobre um assunto desse estando nessa posição. Você não quer parar de comer carne? Ótimo, então procure uma outra forma de ajudar! A partir de hoje, o meu consumo nunca mais será o mesmo. Eu vou diminuir sim, é a minha forma de demonstrar minha preocupação já que ainda não me acho apta o suficiente para abdicar da carne - não gosto da maioria dos legumes e verduras e ainda não encontrei algo que pudesse substituí-la na minha alimentação. Eu não acho que ser vegetariano seja a única forma de manifesto, apenas acho uma das mais radicais e impactantes - imagina só as indústrias perderem mais de 50% do mercado? Elas iriam pirar e dar um jeito nisso tudo! - mas também acho que você pode e deve contribuir de outras formas, tenha compaixão e seja criativo. Se importe com o sofrimento desses animais e não somente com o seu filé.


domingo, 22 de setembro de 2013

Minhas primeiras impressões sobre o IOS7

Postado por Mikaela Gonçalves às 09:20 0 comentários
Na semana passada o assunto que mais deu o que falar foi o IOS7 não é? Choveram comentários nas redes sociais apontando detalhes negativos e positivos do software. Com muita gente falando e expressando suas opiniões, eu, uma imperfeita usuária - daquelas meio puxa saco sabe? -,  tinha que dar as caras para falar minha primeiras impressões também, dizer um pouquinho do que eu gostei e não gostei mesmo sendo meio suspeita para falar. Ta afim de saber? Então continue lendo.
Eu tenho um Iphone 4s parecido com o da imagem acima porém preto ( eu até tiraria foto dele mas ele está com uma película tão arranhada que dá vergonha de mostrar ). Tenho ele há um ano e pouco, nunca me deu problema, estou muitíssimo satisfeita com ele e sem intenções de trocar mas isso não vem ao caso agora. Eu baixei a atualização de software (IOS7) no dia que ele ficou disponível e ele baixou normalmente, o problema chegou na hora de instalar.
Essa foi a mensagem que apareceu para mim nas 18 tentativas de instalação (SIM, DEZOITO!). Aí depois, quando eu já estava a ponto de desejar chutar a bunda da maçazinha, ele milagrosamente resolveu instalar e reinicar e em poucos minutos eu já estava desfrutando do tão esperado IOS7.
Bom, depois da raiva tudo virou magia. Eu AMEI a interface clean e minimalista, achei que cansa muito menos a vista e a mente, falando superficialmente eu achei muito mais bonito, sério sem depressivo ou triste e mais leve.


O fato da paleta de cores se adaptar ao fundo que você coloca é fantástico, tudo combina melhor! Achei a tela bloqueada minimalista sensacional para poder ver a foto e o teclado de números do desbloqueio é muito mais bonito não acham?


Como eu coloco tudo em grupos para facilitar na hora de procurar e não ficar com 1200 - exagero - páginas, eu gostei muito do fato de ter páginas dentro dos grupos e não ter que ficar criando 2 ou 3 grupos com os mesmos objetivos porque antes não cabiam mais de 9 aplicativos.
Achei o sistema de fechar aplicativos bem mais prático, só arrastar para cima.

O painel de controle se tornou muito versátil, podendo acessar várias utilidades com ele (câmera, lanterna, timer, calculadora...), escutar música, alterar o brilho, definir modo noturno/avião, ligar e desligar wi fi e bluetooth entre outros.

 Se você utiliza as notas tanto quanto eu e possui o IOS7 você provavelmente me entende. Tinha dia que eu tinha preguiça delas porque eu sempre achei a interface meio breguinha e aquele amarelão me cansava os olhos, meus problemas definitivamente acabaram.

Por fim, acho que as duas coisas mais utilizadas por todos os usuários: a interface de música e o safari! Gente, eu amo branco! Dá para adivinhar minha opinão então né? Bom, essas são minhas primeiras impressões sobre o IOS7, quais são as de vocês?

sábado, 21 de setembro de 2013

DIY Bebidas coloridas

Postado por Mikaela Gonçalves às 13:27 0 comentários
O post de hoje é um Do It Yourself muuuuuuuuuito simples e eu considero umas daquelas coisas inúteis porém úteis sabe? HAHA. Quem não adora algo diferente? Eu acho que, seja para incrementar os drinks da sua party, fotografar ou simplesmente ter o prazer de tomar uma bebida com a cor alterada, esse DIY acaba se tornando bem útil mesmo que supérfluo.
Eu sei...eu sei. "Poxa Mikaela, é só pingar o corante e misturar?" É! Mas sabe, vocês podem achar bem simples e até idiota mas tem muita gente que não tem conhecimento disso ou tem mas nem passou pela cabeça. Fora que esse DIY não serve só para mostrar o que ele faz ou para que serve e sim também para esclarecer que você não pode ir na mercearia da esquina, comprar um corante para tecido e jogar na água esperando que não faça mal porque VAI FAZER. Você precisa comprar um corante específico, alimentício, assim não mancha o recipiente, nem a língua (se diluído), não adiciona gosto e não vai mandar ninguém pro hospital. Esse tipo de corante você encontra em lojas de decoração para festas e supermercados, costuma ser bem baratinho e rende muito! Bora conferir outras fotos:




domingo, 15 de setembro de 2013

Assimetria e como ela conquistou os nossos corações

Postado por Mikaela Gonçalves às 13:39 0 comentários
O mundo da moda já deixou de ser certinho há MUITCHO tempo - e olhe lá se já foi algum dia - não é de hoje que padrões vem sendo quebrados frequentemente em passarelas e até mesmo nas ruas não é? E parece que agora o universo ultra estiloso está aderindo com todas as forças à assimetria! Guarde suas peças certinhas na gaveta e PREPARA que agora é hora do poder das diversas peças dissonantes.

Me arrisco ao dizer que acredito que tudo começou com as famosas saias Mullet. Assim que apareceram nas ruas foi assim: ver, apaixonar e sair correndo procurando uma loja onde tenha para vender. O principal fator de tanta aceitação basicamente consistia na elegância, sensualidade, leveza e - porque não? - conforto. Fora, é claro, que ao usá-la você não se sentia totalmente coberta e muito menos vulgar, era um meio termo perfeito para mulheres das mais diversas idades.

Depois de dar certo com as queridinhas, o assimétrico foi adaptado a outros muitos modelos de saias - que também foram bem aceitos - e então não teve mais jeito, espalhou para todas as peças de roupas.



E foi nessa que o barraco desabou e o meu barco se perdeu hahaha. Hoje, é difícil você visitar até mesmo uma barraquinha que vende roupa nas feiras sem pelos menos UMA peças assimétrica e é praticamente impossível ir dar um passeio no shopping ou até mesmo almoçar fora de casa sem ver uma pessoinha aderindo a essa moda. Sabe o porque? Porque nós amamos o diferente - ainda mais quando ele é confortável, lindo e super estiluóso! Fala sério, você é cem por cento certinha ou se sente meio assimétrica de vez em quando?

 

fuck this shit i'm late Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos